Novidades

Novidades

Entrada privativa para escritório, área para pouso de drones, telão para aulas virtuais: setor imobiliário se adapta ao pós-pandemia

- Novidades

Crise provocada pela Covid-19 fez com que diversas construtoras readaptassem projetos e relançassem imóveis pensando na demanda dos consumidores após a retomada do país. 


Após a crise enfrentada pelo país entre 2015 e 2017, o mercado imobiliário entrou em rota de recuperação ao longo de 2019 e apontou fôlego para 2020. A Covid-19, no entanto, dificultou as negociações e mudou os planos de diversas construtoras — que adaptaram projetos e relançaram imóveis já pensando no cenário de pós-pandemia.

De acordo com a Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc), o número de lançamentos de imóveis no país aumentou 39% no primeiro trimestre deste ano, na comparação com igual período de 2020. Ao todo, foram lançadas 26.384 unidades no período .

Terraço ampliado, espaço para armazenamento de encomendas e área para embarque e desembarque de veículos compartilhados já fazem parte de condomínios que serão lançados em 2022 e 2023 em grandes cidades do país, afirmou Cyro Naufel, diretor institucional da consultoria de imóveis Lopes.

O Zayn Home Marista, em Goiânia (GO), é um exemplo da flexibilidade que o mercado imobiliário teve de adquirir rapidamente durante a pandemia. O projeto estava pronto para ser ofertado ao mercado em 2020, mas, com a chegada da Covid-19 no Brasil, ele passou por uma reestruturação e foi lançado este ano.

Das mudanças, um dos dormitórios foi transformado em escritório com entrada privativa para o morador manter sua privacidade no caso de visitas de trabalho; a varanda foi ampliada para priorizar a iluminação e a ventilação do apartamento e os dormitórios ganharam mais área útil. 

As áreas comuns também foram repensadas: foram criados espaço para armazenamento de encomendas e produtos que chegam via delivery e academia com telão para aulas virtuais. 

"Quando houve o primeiro 'lockdown', paramos para pensar e vimos que não seria o momento adequado para lançar. Por focarmos em público de poder aquisitivo maior, fizemos as adequações necessárias e lançamos este ano. A ideia foi otimizar espaços sem que as pessoas perdessem o conforto", afirmou Guilherme de Rezende Pinheiro, diretor comercial. 

G1 Globo

Receba Novidades

Cadastre seu e-mail e receba novidades da Elmo Engenharia e Incorporações